HOME Atualidade
PS/Santo Tirso está representado em todos os órgãos da Federação Distrital do Porto


O Partido Socialista de Santo Tirso conseguiu eleger, pela primeira vez, membros da Comissão Política Concelhia para todos os órgãos da Federação Distrital do Porto do PS.

As listas apresentadas por Manuel Pizarro, reeleito presidente da Federação Distrital, pelo terceiro mandato consecutivo, foram todas expressivamente votadas pelo Congresso Distrital realizado, no último sábado, em Matosinhos, o que permitiu ao PS/Santo Tirso garantir representatividade em todos os órgãos federativos.

“Uma vitória em toda a linha”, sublinha o presidente da Comissão Política Concelhia, Alberto Costa, com lugar de inerência na Comis- são Política Distrital eleita para o mandato 2020-2022.


O PS/Santo Tirso não apenas saiu do Congresso Distrital realizado em Matosinhos com mem- bros da Concelhia em todos os órgãos federativos como também garantiu a maior representatividade de sempre na Federação do Porto, ao eleger oito representantes para os três órgãos cujas listas foram votadas por expressiva maioria, nomeadamente para a Comissão Federativa de Fiscalização Económica e Financeira, Comissão Federativa de Jurisdição e Comissão Política Distrital.


Comparativamente com o Congresso Distrital realizado em Paredes, em 2018, o PS/Santo Tirso subiu para oito o número de membros eleitos para os órgãos federativos. Na Comissão Política Distrital, para além do líder da Comissão Política Concelhia, Alberto Costa, que tem lugar de inerência, foram eleitos Ana Maria Ferreira, Jorge Gomes, Sandro Dantas, Sofia Andrade, Carla Vale (Lista A) e ainda Isabel Carvalho (Lista B).


Já Rui Ribeiro foi reeleito presidente da Comissão Federativa de Fiscalização Económica e Financeira, ao passo que Fernando Benjamim integrou a lista mais votada para a Comissão Federativa de Jurisdição, o que abriu a possibilidade ao PS/Santo Tirso de fazer o pleno em ma- téria de representatividade em todos os novos órgãos eleitos no Congresso Distrital.


“Estou plenamente convencido de que os resultados alcançados no Congresso Distrital, no que diz respeito à Concelhia de Santo Tirso, são tão só a expressão do trabalho que o PS/Santo Tirso tem vindo a desenvolver nos últimos anos”, resume Alberto Costa, para reforçar: “O trabalho feito não apenas pelo líder do partido ou pelos órgãos internos concelhios, mas, acima de tudo, pelos militantes e também pelos simpatizantes de Santo Tirso”.
E explica: “A força do PS/Santo Tirso tem estado na união e na mobilização do partido para o combate político e para os desafios a que tem sido chamado. E, sempre que é chamado, dá uma resposta à altura, nomeadamente em todos os atos eleitorais, sejam internos, regionais ou nacionais. Nas últimas eleições para presidente da Federação, a Concelhia de Santo Tirso foi a quinta Concelhia do distrito que mais contribuiu para a reeleição do presidente da Fede- ração. É natural que as listas apresentadas em Congresso sejam, por isso, um espelho do com- promisso assumido e do trabalho realizado”.


Concluído o Congresso Distrital em Matosinhos, no qual marcou presença o secretário-geral António Costa, o líder do PS/Santo Tirso não tem dúvidas de que “a Concelhia de Santo Tirso deu mais um passo no processo de afirmação junto da Federação Distrital do Porto”, mas, apesar de “ter ficado satisfeito com o número de lugares alcançados por Santo Tirso, o mais importante foi ter constatado a maturidade democrática e partidária do PS/Porto”.


De facto, sublinha Alberto Costa, “a lição que se tira do Congresso Distrital é que, findos os trabalhos, assumidos os pontos de vista e debatidas livremente as moções de orientação es- tratégica, o partido virou a página das eleições, convergiu em torno do líder legitimamente eleito e deu o tiro de partida com vista aos importantes desafios que se aproximam, o principal dos quais as Eleições Autárquicas do próximo ano”.
“Mesmo em tempos de pandemia, marcados por uma grande incerteza em relação ao futuro,
o Congresso Distrital serviu para dar um importante sinal de força e de unidade em torno da estratégia e do projeto político da Federação do Porto para os próximos dois anos, com uma renovada ambição de ganhar ainda mais Câmara Municipais e Juntas de Freguesia no distrito”, conclui o presidente do PS/Santo Tirso.


Um dia antes do Congresso Distrital da Federação do Porto, em Matosinhos, tomou posse a Comissão Política Distrital da Estrutura Federativa das Mulheres Socialistas do Porto, liderada por Patrícia Ribeiro Faro, vencedora das eleições realizadas a 18 de julho.


Antiga líder da Juventude Socialista de Santo Tirso e candidata a deputada pelo círculo eleitoral do Porto nas últimas Eleições Legislativas, Sofia Andrade tomou posse como adjunta do Secretariado da Comissão Política Distrital da Estrutura das Mulheres Socialistas do Porto.
Já Ana Maria Ferreira, vice-presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, tomou posse como 2.ª secretária da mesa da Comissão Política Distrital das Mulheres Socialistas do Porto.
Por fim, Isabel Carvalho e Catarina Silva assumiram funções como membros da Comissão Política Distrital das mulheres socialistas.

Comentários