HOME SOCIEDADE
Despoluição do rio Leça: Intervenção de 4 milhões de euros será feita ao longo do ano

Ao longo deste ano, será executado o projeto de despoluição do rio Leça, que atravessa os municípios de Santo Tirso, Valongo, Maia e Matosinhos.


O rio tem 48 quilómetros de extensão e já foi considerado um dos mais poluídos da Europa. A intervenção conta com uma verba de quatro milhões de euros vindos do programa REACT – EU.


A apresentação das atividades que serão executadas decorreu ontem na sede da Associação de Municípios Corredor do Rio Leça, na Lionesa Business Hub.
A sessão iniciou-se com a atuação dos Pequenos Cantores da Maia, que interpretaram a “Música do Leça”.
Artur Branco, diretor executivo da Associação Corredor do Leça, deu a conhecer os planos para 2023, nomeadamente a intervenção de reabilitação e valorização das margens do rio Leça e dos principais afluentes.


Além de um melhor conhecimento da sua biodiversidade e a monitorização contínua da qualidade da água, será realizada uma intervenção de 71 km em toda a extensão do rio Leça em ambas as margens e principais afluentes.


A operação prevê a recolha de resíduos, a retirada da vegetação exótica invasora, uma intervenção nas margens protegendo-as da erosão e das cheias, a beneficiação da paisagem e biodiversidade, a replantação das margens, o aumento da qualidade da água e a sua abundância nos períodos mais secos, e a recuperação de açudes.


Embora a limpeza das margens e do leito seja uma obrigatoriedade legal de cada proprietário, o trabalho será feito gratuitamente pela Associação de Municípios Corredor do Rio Leça. Para o efeito, basta que cada proprietário autorize a limpeza na sua propriedade.


Seguiu-se a projeção de um vídeo com uma mensagem do Bispo Auxiliar de Lisboa, Américo Aguiar, que é também presidente da Assembleia-Geral da Associação de Municípios Corredor do Rio Leça.


Na sessão participaram os presidentes das câmaras municipais de Matosinhos, Luísa Salgueiro, da Maia, António Silva Tiago, de Santo Tirso, Alberto Costa, e de Valongo, José Manuel Ribeiro.


Também ontem foi assinalada a rotatividade da presidência da associação de municípios, do Município de Matosinhos para o Município da Maia, que assume a sua presidência em 2023.
A cerimónia terminou com a projeção vídeo do Rio Leça, da autoria do fotógrafo Renato Laínho.

Comentários