HOME Atualidade
Câmara “transforma” principal entrada da cidade com ligação pedonal e ciclável

A Câmara Municipal vai criar uma ligação pedonal e ciclável entre a Praça Camilo Castelo Branco e a Ermida. O projeto promete complementar a intervenção que está a decorrer naquela zona, garantindo uma nova contemporaneidade à principal entrada da cidade.

Uma obra que promete trazer nova vida à principal entrada da cidade, e que vem dar continuidade à intervenção que está a decorrer na Praça Camilo Castelo Branco. A Câmara Municipal apresentou esta quarta-feira, na Central de Transportes de Santo Tirso, o projeto da ligação pedonal e ciclável entre a Praça Camilo Castelo Branco e a Ermida.

“O objetivo deste projeto é devolver os espaços às pessoas, apostando na promoção da qualidade de vida através do incentivo da utilização da bicicleta e de andar a pé. É uma intervenção que integra um plano muito mais abrangente para o concelho”, sublinhou o presidente da Câmara de Santo Tirso, Joaquim Couto.

Esta é exatamente a primeira obra integrada no Plano de Mobilidade Sustentável de Santo Tirso e está dividida em duas fases. A primeira, que deverá arrancar em maio, engloba uma intervenção de cerca de um quilómetro, entre a Praça Camilo Castelo Branco e o acesso ao Juncal.

Segundo revelou Joaquim Couto, o concurso público de execução da empreitada já foi lançado, prevendo-se um investimento na ordem dos 500 mil euros para esta fase. O projeto engloba a pavimentação da faixa de rodagem e ciclovias em betão betuminoso, passeios em cubo de granito e uma faixa ajardinada com plantação de árvores. Além disso, serão beneficiadas as infraestruturas existentes de drenagem de águas pluviais.

“Somos um Município moderno e ambientalmente responsável e esta obra é mais uma que comprova que Santo Tirso está a mudar, até porque vai ter um grande impacto visual numa das principais entradas da cidade”, explicou aos jornalistas Joaquim Couto.

A empreitada engloba ainda a colocação de “rails” com a inclusão de faixa inferior de proteção para motociclistas/ciclistas. Remodeladas serão também as redes existentes de iluminação pública, telecomunicações e rega.

Comentários