HOME Desporto
RallySpirit Altronix com Pecs na Assunção e S. Tomé de Negrelos

Pelo quinto ano consecutivo, o RallySpirit Altronix vai transformar-se num “concentrado” de emoções fortes para diluir e “degustar”, aprazivelmente, ao longo de três dias! De sexta-feira a domingo, esperam-se emoções muito fortes em Gaia, Porto, Barcelos e Santo Tirso, que acolhe suas Pecs, na manhã do próximo domingo dia 10, no torço da Assunção (10h08) e em São Tomé de Negrelos (11h01).

Confirmando a receita de sucesso de anteriores edições, a prova deste ano reúne novamente os carros mais míticos do património histórico dos ralis da década de 70, 80, 90 e 00 – com destaque para os míticos Grupo B – mas também algumas das máquinas mais emocionantes da atualidade.

Mas, a verdade, é que no centro de todas as atenções estarão os fascinantes “Super-Grupo B”, modelos de produção muito limitada, com potências na ordem dos 600 cavalos, que, emprestaram à década de 80 do Campeonato do Mundo de Ralis, um carisma tão especial como único, ao ponto de, passadas mais de três décadas, ser essa ainda considerada a época de ouro dos ralis.

A história vai voltar a viver-se de forma intensa no RallySpirit Altronix, com a presença de carros tão lendários como o Audi Sport Quattro S1, Peugeot 205 Turbo 16 E2, Ford RS 200 e MG Metro 6R4, que, por certo – com o seu extravagante design aerodinâmico, avassaladora potência, assombrosa aceleração e misticismo impar -, conquistarão e contagiarão de entusiasmo milhares de aficionados ávidos de sensações fortes, que há mais de 30 anos esperam pelo regresso deste célebre conjunto de carros a Portugal.

Grande plantel
Na estrada, com contornos verdadeiramente nostálgicos, também têm presença assegurada outros históricos “Grupo B”, como os famosos Lancia 037 e Audi Quattro A2, para além de outros modelos igualmente carismáticos de Grupo 4 (Lancia Stratos, Fiat 131 Abarth, Renault 5 Turbo e Ford Escort RS), de Grupo A (Lancia Delta Integrale, Subaru Impreza, Mitsubishi Lancer Evo e Ford Escort Cosworth) e mesmo um World Rally Car (Subaru Impreza WRC), que escreveram alguns das mais belas páginas dos ralis mundiais.

Pelo quinto ano consecutivo, o RallySpirit Altronix vai transformar-se num “concentrado” de emoções fortes para diluir e “degustar”, aprazivelmente, ao longo de três dias! De sexta-feira a domingo, esperam-se emoções muito fortes em Gaia, Porto, Barcelos e Santo Tirso.

Confirmando a receita de sucesso de anteriores edições, a prova deste ano reúne novamente os carros mais míticos do património histórico dos ralis da década de 70, 80, 90 e 00 – com destaque para os míticos Grupo B – mas também algumas das máquinas mais emocionantes da atualidade.

Mas, a verdade, é que no centro de todas as atenções estarão os fascinantes “Super-Grupo B”, modelos de produção muito limitada, com potências na ordem dos 600 cavalos, que, emprestaram à década de 80 do Campeonato do Mundo de Ralis, um carisma tão especial como único, ao ponto de, passadas mais de três décadas, ser essa ainda considerada a época de ouro dos ralis.

A história vai voltar a viver-se de forma intensa no RallySpirit Altronix, com a presença de carros tão lendários como o Audi Sport Quattro S1, Peugeot 205 Turbo 16 E2, Ford RS 200 e MG Metro 6R4, que, por certo – com o seu extravagante design aerodinâmico, avassaladora potência, assombrosa aceleração e misticismo impar -, conquistarão e contagiarão de entusiasmo milhares de aficionados ávidos de sensações fortes, que há mais de 30 anos esperam pelo regresso deste célebre conjunto de carros a Portugal.

Grande plantel
Na estrada, com contornos verdadeiramente nostálgicos, também têm presença assegurada outros históricos “Grupo B”, como os famosos Lancia 037 e Audi Quattro A2, para além de outros modelos igualmente carismáticos de Grupo 4 (Lancia Stratos, Fiat 131 Abarth, Renault 5 Turbo e Ford Escort RS), de Grupo A (Lancia Delta Integrale, Subaru Impreza, Mitsubishi Lancer Evo e Ford Escort Cosworth) e mesmo um World Rally Car (Subaru Impreza WRC), que escreveram alguns das mais belas páginas dos ralis mundiais.

.

Comentários