HOME Cultura
Edgar Pêra roda novo filme em Santo Tirso

FILMAGENS INICIAM EM MODELO DE “QUARENTENA CINEMATOGRÁFICA”

É um dos grandes nomes do cinema português e irá fixar-se em Santo Tirso, durante todo o mês de agosto, para realizar a sua próxima longa-metragem. Edgar Pêra, em conjunto com uma equipa de mais de 60 pessoas, entre atores e técnicos, vai ocupar a antiga Fábrica do Rio Vizela para realizar “Não Sou Nada”, um filme inspirado nos heterónimos criados pelo escritor Fernando Pessoa.

Com argumento da escritora Luísa Costa Gomes e do próprio Edgar Pêra, “Não Sou Nada” conta com um prestigiado elenco onde constam nomes como Miguel Borges, Albano Jerónimo, Paulo Pires, Miguel Nunes e Victoria Guerra.

As filmagens deviam ter iniciado na primavera mas o atual contexto de pandemia, provocada pela Covid-19, atrasou a rodagem. A produção optou por avançar agora, implementando um apertado plano de contingência.

A rodagem de “Não Sou Nada” vai acontecer em modelo de “quarentena cinematográfica” o que implica que toda a equipa fique o mês de agosto confinada a dois espaços, o set de rodagem, localizado na antiga Fábrica do Rio Vizela – entretanto transformada num estúdio de cena – e o hotel Cidnay, onde estarão alojados.

O filme deverá estrear no segundo semestre de 2021.

Fábrica do Rio Vizela

Fundada em 1845, aFábricade Fiação e Tecidos do Rio Vizela foi a primeira unidade de fiação do país e uma das mais emblemáticas fábricas do Vale do Ave.

Pioneira no processo de industrialização local, no início dos anos 50 a Fábrica contava com 3000 trabalhadores, sendo uma das maiores empresas têxteis da Europa.

A partir de 1990, a empresa viveu sempre em crise, acabando por encerrar a atividade em 2001 e deixando vazios cerca de 9000 metros quadrados de área. Atualmente cerca de um terço do espaço está a ser recuperado por uma empresa especializada em artigos têxteis para hotelaria, que se vai fixar no local.

A fábrica possui um espaço de escritórios dos anos 20, importante para o cenário de “Não Sou Nada”, de Edgar Pêra

Comentários