Atualidade
Está em marcha a II fase da requalificação da praceta do Alto da Feira

O presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso assinalou, esta quarta-feira, o arranque da requalificação da Praceta do Alto da Feira, junto ao Largo Coronel Baptista Coelho, com uma visita de acompanhamento às obras. A intervenção em marcha tem por objetivo a requalificação do espaço público e a criação de zonas de esplanadas e de circulação pedonal, num investimento de 200 mil euros.

requalificacao-praceta-do-alto-da-feiraValorizar o espaço público devolvendo-o às pessoas, através da reorganização da circulação automóvel e pedonal, é o principal objetivo da segunda fase da requalificação da Praceta do Alto da Feira, já em marcha.

Para Joaquim Couto esta é uma intervenção feita em benefício de todos. “Esta zona é um ex-líbris de Santo Tirso, e o nosso objetivo é que as pessoas possam desfrutar deste espaço, criando uma zona de lazer e de esplanadas e limitando a circulação automóvel”. Por outro lado, acreditamos “devolvendo o espaço público às pessoas, também o comércio local sai a ganhar”.

A intervenção, adjudicada em cerca de 200 mil euros, vai clarificar as áreas de circulação e de estadia, garantindo, no entanto, a acessibilidade de pessoas com mobilidade condicionada e de viaturas de emergência.

O projeto, que abrange uma área de quatro mil metros quadrados, prevê a divisão da zona em cinco espaços: circulação pedonal; circulação automóvel condicionada a viaturas de emergência; zona de esplanadas; zonas de estadia, com bancos públicos; e zonas verdes.

A requalificação tem ainda a preocupação estética e patrimonial, de contribuir para a valorização da obra da autoria do arquiteto Marques da Silva.

A primeira fase da intervenção na Praceta do Alto da Feira foi realizada em maio de 2014, e envolveu a construção de infraestruturas da rede de drenagem de águas residuais pluviais e domésticas