Atualidade
O Concelho de Santo Tirso aos olhos do PCP

A Comissão Concelhia de Santo Tirso do Partido Comunista Português continua a acompanhar com atenção e preocupação o desenvolvimento do concelho.
Se, por um lado, é inegável que a taxa de desemprego tem vindo a diminuir, acompanhando, aliás, a tendência nacional, por outro, não se deve nem pode escamotear que também a nível concelhio se têm tomado decisões que favorecem o desenvolvimento e a criação de emprego. Medidas das quais destacamos a diminuição de taxas – derramas e IMI, bem como a facilitação para a instalação de empresas no concelho, sempre votadas favoravelmente pelo PCP.
O mesmo não sucedeu quando o Executivo Municipal ponderou empreendimentos ou obras que, conforme em comunicado/tomada de posição referimos, não consideramos prioritárias e muito menos urgentes. Referimo-nos às alterações previstas num denominado ‘Estudo Prévio’ para requalificação da Praça Conde S. Bento e do Largo Coronel Baptista Coelho, apresentado em três sessões públicas, com a notória alteração do seu actual aspecto e descaracterização de espaços emblemáticos de uma terra que é a nossa por nascimento ou opção.
Não podemos, a propósito, deixar de referir o nosso desacordo com a intervenção feita no Largo General Humberto Delgado, a Praça junto ao Tribunal, que não queremos ver noutros locais repetida. Se, por um lado, a prolongada intervenção em nada beneficiou a Praça, por outro, aí foram gastos alguns milhares de euros, que, num concelho com necessidades básicas que mais de cinco anos passados continuam por cumprir, poderiam ter sido bem melhor e em benefício da população aplicados.

Discordamos frontalmente da intenção municipal de, com a argumentação de reduzir o trânsito automóvel no centro da cidade, acabar com os parques de estacionamento gratuitos num centro alargado que abrange além do estacionamento já pago, os parques junto à Câmara, junto à loja do Cidadão e junto à clínica Campos Costa, bem como da sua entrega a gestão privada, privatização essa que o PCP não pode aceitar, nem deixar de se interrogar – não tem a Câmara Municipal competência para fazer essa gestão?! Manifestámos a nossa posição não só na Assembleia Municipal onde votamos contra tais propostas, mas também a demos a conhecer em nota de imprensa e iniciativas públicas, denunciando tais medidas como erradas.

Estamos atentos e temos propostas concretas e exequíveis para o desenvolvimento do concelho que apresentámos no programa municipal CDU. É conhecida a nossa proposta de alargamento urgente e prioritário da rede TUST a São Mamede de Negrelos e a São Salvador do Campo, localidades sem qualquer tipo de transporte de e para a sede do concelho.
Apoiamos a ideia de um serviço de transportes públicos em cooperação com os concelhos vizinhos – Trofa, Vila Nova de Famalicão, Vizela e Guimarães – e reclamamos que se crie uma interligação dos vários meios de transporte com a adopção de um passe intermodal que potencie o uso dos transportes públicos de qualidade e acessível no seu preço, como aliás, no nosso programa municipal, entre muitas outras medidas, temos vindo a contemplar.
Reclamamos ainda uma intervenção na Estrada Nacional 105, uma das vias com maior número de acidentes, colocando mais sinalização, bem como limitadores de velocidade, como no nosso programa referíamos.

Na Assembleia Municipal de 29 de Junho, a última, o PCP questionou a Câmara Municipal sobre o estado degradado em que se encontram as Estações da CP em Santo Tirso e Vila das Aves. Inexistência de bilheteiras, casas de banho encerradas, destruição de equipamentos originam uma imagem de abandono e insegurança, tendo já existido assaltos e roubos. Neste quadro, o PCP irá questionar o Governo no sentido de apoiar uma intervenção da Câmara Municipal. É opinião nossa que nessas instalações sejam colocados, em regime de concessão, serviços e equipamentos do município.

Por último e “por agora”, reclamos uma urgente intervenção, não só no mercado municipal, mas também no largo da feira, dado o estado de degradação particularmente no piso, a provocar frequentes quedas aos utentes, por vezes com ferimentos.

A Comissão Concelhia de Santo Tirso do Partido Comunista Português

PUB.

Comentários