Atualidade
Vai haver chinfrim na Fábrica do Rio Vizela

“Chinfrim” traz colorido juvenil aos jardins da Fábrica do Rio Vizela com a ajuda
dos “Birds Are Indie”
Na tarde de 8 de julho, os jardins da Fábrica do Rio Vizela vão receber a segunda edição
do “Chinfrim”, evento dedicado aos mais pequenos que promete muita cor e animação
com oficinas artísticas e jogos tradicionais para todos os gostos. Às 18 horas sobem ao
palco os “Birds Are Indie” para fechar a tarde em beleza.
Uma tarde de domingo de verão com sol, boa música e um espaço icónico da vila e de
toda a região. A segunda edição do “Chinfrim”, iniciativa da “Alarido – Associação
Cultural”, está de regresso aos jardins da Fábrica do Rio Vizela para um evento que
pretende oferecer aos mais pequenos, e aos adultos que os acompanharem, uma tarde
diferente, repleta de animação, um ambiente único com as melhores oficinas artísticas e
jogos tradicionais.
Sofia Ferreira, uma das responsáveis pela organização do evento, explica que “para além
de ser uma tarde inteiramente dedicada às crianças e aos seus interesses, pretendemos
proporcionar contacto com a natureza, artistas plásticos e com a Fábrica do Rio Vizela,
importante” para a região.
Daniel Leal Machado, presidente da “Alarido”, assinala que “depois do sucesso do ano
transato e do feedback positivo por parte dos pais, avós e familiares que acompanharam
as suas crianças ao evento”, este ano a associação decidiu alargar o evento, “não só para
crianças mas para toda a família.”
A programa para a tarde de domingo, 8 de julho, inicia-se pelas 15 horas com a presença
das melhores oficinas artísticas e realização de jogos tradicionais que se prolongam pela
tarde dentro. Os mais pequenos poderão usufruir das oficinas “Cartas de Bichos” e “Mutantes do Pântano” organizadas pela Casa da Imagem que vão trabalhar a imaginação

do fantástico e do inesperado através do desenho e do barro, respetivamente. Nas “Caras
e Caretas” a expressão artística vai ser estimulada pelo atelier Claraboia desenvolvido
pela artista Catarina Claro através da realização de retratos.
Ora, segundo Sofia Ferreira, para este ano a organização decidiu “investir nas oficinas
ligadas às expressões artísticas”, da responsabilidade de artistas “com reconhecimento na
área do trabalho com crianças como são a Casa da Imagem e a Claraboia, ambos com
ateliers na cidade do Porto. Novidade da segunda edição é a oficina de Yoga para crianças
que, diz, Sofia Ferreira, pretende funcionar como um “oásis no meio de toda a agitação.”
Em linha com o que sucedeu em 2017, entre as oficinas vão funcionar os jogos
tradicionais com a aposta na caça ao tesouro e a natural presença das pinturas faciais “que
são o deleite de todas as crianças”.
A fechar a tarde, pelas 18 horas sobem ao palco os “Birds Are Indie” para um concerto
em formato lazy session com o sol baixo como pano de fundo, prometem conquistar o
coração da assistência “com as suas doces canções.” A banda de Coimbra traz na bagagem
um novo albúm de originais, “Local Affairs”, e uma discografia recheada compilada em
quatro álbuns originais e seis EPs desde 2010.
O “Chinfrim” e o concerto dos “Birds Are Indie” têm entrada livre a partir das 15 horas
do próximo domingo, dia 8 de julho, na Fábrica do Rio Vizela.