Atualidade
Câmara de Santo Tirso incentiva processo de internacionalização para mercado Cubano

 

PRESIDENTE DA CÂMARA DE COMÉRCIO “MUITO AGRADADO” COM A DINÂMICA EMPRESARIAL DO MUNICÍPIO

São mais de 400 as oportunidades de negócio identificadas pelo governo cubano para investimento estrangeiro, para o ano de 2018. Com este cenário, e tendo em conta a vocação exportadora de 25 por cento das mais de duas mil empresas do Município de Santo Tirso que exportam os seus produtos, o presidente da autarquia, Joaquim Couto, esteve esta segunda-feira reunido com o presidente da Câmara de Comércio, Indústria, Serviços e Turismo Portugal-Cuba, Américo Ferreira de Castro. “Queremos continuar a apoiar os processos de internacionalização e exportação das nossas empresas”, justificou Joaquim Couto. 

Nesta reunião realizada em Santo Tirso, os presidentes das duas instituições deram o primeiro passo para o que pode ser também a presença futura de empresas do Município no mercado cubano.

Américo Ferreira de Castro deu conta da identificação por Cuba de “400 negócios para 2018” a serem feitos “com empresas estrangeiras cujo perfil contenha seriedade, competência, capacidade financeira para, em diferentes modelos de negócios, ou seja, associações económicas internacionais, empresas mistas ou de capital totalmente estrangeiro” iniciarem relações comerciais.

Por outro lado, o presidente da Câmara de Comércio Portugal-Cuba mostrou-se “muito agradado com a dinâmica empresarial do concelho” e com os incentivos e apoios disponibilizados pela Câmara Municipal, através do INVEST Santo Tirso.

Tendo em conta a vocação exportadora do tecido empresarial do concelho, onde cerca de 25 por cento das mais de duas mil empresas exportam os seus produtos, Joaquim Couto destacou, por outro lado, a vontade da Câmara e do INVEST Santo Tirso continuar a “apoiar estes processos de internacionalização e exportação”.

“Vamos manter a apostar na diplomacia económica com câmaras do comércio, AICEP e todas as instituições, públicas e privadas, nacionais e internacionais, ligadas ao investimento”, assegurou o presidente da autarquia. Um trabalho que tem dado frutos, com um aumento de 15 por cento no volume de exportações do concelho, desde a criação deste Gabinete de Dinamização Económica.

Após o encontro, a comitiva da Câmara de Comércio teve oportunidade de visitar a empresa Intraplás, líder ibérica na produção de embalagens plásticas para a indústria alimentar.  A empresa, que celebra 50 anos de existência, é liderada desde a fundação pelo comendador Machado Ferreira, recentemente distinguido com um louvor de mérito empresarial pela Câmara Municipal. A Intraplás apresentou, em 2017, um volume de negócios superior a 110 milhões de euros e emprega mais de 300 colaboradores.

Joaquim Couto elogiou a “capacidade de constante inovação e especialização” da empresa, “características fundamentais para a diferenciação num mercado muito competitivo”. Já para Américo Ferreira de Castro, “Santo Tirso apresenta valências muito interessantes para responder a algumas das necessidades identificadas por Cuba”, e deixou a intenção de regressar ao Município para conhecer algumas das empresas dos setores de atividade com forte potencial de exportação para o mercado cubano.

Pimentas & Coelho, Copo Têxtil e Finieco são algumas das empresas de Santo Tirso que já trabalham com este mercado, sendo expectável que este encontro impulsione novos contatos e negócios.

 

 

Comentários