Desporto
Aves voa para a história

Mas o jogo até começou bem para os leões. Até ao primeiro quarto de hora, a equipa de Jorge Jesus pressionou o adversário, desperdiçando duas oportunidades claras, por intermédio de Gelson Martins. Depois desse arranque, veio o primeiro calafrio. Numa jogada de entendimento pelo lado direito, a turma da Vila das Aves inaugurou o marcador por intermédio de Alexandre Guedes, aos 16 minutos de jogo.

Até ao intervalo, os leões continuaram a exercer uma forte pressão sob adversário, mas a equipa de José Mota conseguiu chegar com perigo à baliza de Rui Patrício. Jorge Jesus aproveitou a pausa no jogo para atacar a desvantagem. Para a segunda parte, deixou William no balneário e reforçou o ataque com Fredy Montero. O colombiano não demorou muito tempo a mexer com o jogo. No entanto, o Sporting foi esbarrando na defesa contrária.

Jesus olhava para o cronómetro e colocou Misic para o lugar de Coentrão. O Sporting jogava no risco e, aos 72 minutos, vê Guedes isolado a bater mais uma vez o guardião Rui Patrício. Com dois golos de vantagem, os adeptos já sonhavam com a Taça. No entanto, a cinco minutos do fim, viram Montero a reduzir a desvantagem.

O resultado não veio alterar-se até ao apito final, para lá dos 97 minutos. Depois de uma semana conturbada, o futebol português conhece agora um novo detentor da Taça de Portugal: o Desportivo das Aves. A equipa de Vila das Aves conquista pela primeira vez o troféu e garante a entrada direta na fase de grupos da Liga Europa. Por sua vez, o Sporting vai ter de disputar a 3.ª pré-eliminatória da competição.