Sociedade
Caminhada em Tons de Azul assinalou mês dos mais tratos na infância
 

“Ao Som dos Afetos” foi o tema da caminhada promovida pela Câmara de Santo Tirso, em parceria com a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens em Risco (CPCJ), para assinalar o Mês dos Maus Tratos na Infância. Na passada sexta-feira, foram muitos os que quiseram marcar presença na iniciativa, para um percurso iluminado de azul que terminou com concerto de Dan Riverman.

A Câmara de Santo Tirso voltou a juntar-se à Comissão de Proteção de Crianças e Jovens em Risco (CPCJ) para assinalar o Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância. No dia 27 de abril, foram muitos os que se juntaram para caminhar “Ao Som dos Afetos”, numa iniciativa de causa nobre.

“É nossa obrigação estarmos atentos a estas situações e procurar soluções para estes problemas. Nesse sentido, assinalar esta data é uma forma importante de sensibilizar as pessoas para esta causa”, referiu aos jornalistas o presidente da Câmara, Joaquim Couto.

O azul foi a cor simbólica dos sticks luminosos que deram vida à caminhada noturna. O percurso começou na Praça 25 de Abril e terminou no Largo Coronel Baptista Coelho, com concerto de Dan Riverman. Antes da caminhada, houve ainda tempo para uma aula de atividade física.

No que toca aos riscos de violência na infância, Joaquim Couto destacou que “o importante é abordar a questão, através da prevenção. Quando estamos a promover o emprego, a estabilidade das famílias, a paz social, estamos a evitar a violência. Uma família estabilizada, um agregado familiar com emprego e rendimento suficiente, uma habitação com condições dignas, traduz-se numa sociedade com, provavelmente, muito menos riscos de violência na infância”.