Atualidade
PCP promoveu “Um abraço pelas praças históricas e jardins do concelho”

A Comissão Concelhia do PCP de Santo Tirso promoveu no passado sábado, na Praça Conde S. Bento, a acção ‘UM ABRAÇO PELAS PRAÇAS HISTÓRICAS E JARDINS DE SANTO TIRSO’: tribuna pública com intervenção e deslocação até ao Largo Coronel Baptista Coelho, onde se deu a iniciativa por terminada.
A acção contou com a presença de largas dezenas de tirsenses identificados com esta causa e que publicamente se quiseram manifestar em defesa da manutenção das características daqueles espaços, imagem de marca da cidade. Face a um ‘Estudo Prévio’ de requalificação apresentado pela Câmara Municipal de Santo Tirso que indicia o desaparecimento dos jardins, sempre bem cuidados e característicos da nossa terra, tal como actualmente os conhecemos, bem como a descaracterização das traças originais que caracterizam o Largo e a Praça, o PCP não podia deixar de manifestar publicamente a sua preocupação concretizada na iniciativa em causa. Intervieram, além dos representantes concelhios do PCP, vários tirsenses que não se abstiveram de a sua opinião manifestar, tendo sida, por todos, saudada a acção do PCP em defesa do que é caracteristicamente de uma terra que é a nossa seja por nascimento ou adopção. Saliente-se que, em defesa das Praças e Jardins de Santo Tirso e contra a sua descaracterização, decorre uma petição online, promovida por cidadão tirsense e que conta com mais de duas mil assinaturas.
Foi ainda aprovada uma Resolução a dirigir à Câmara Municipal de Santo Tirso, que em anexo enviamos e solicitamos a devida divulgação, na qual se reclama “que qualquer solução definitiva sobre a requalificação destes espaços não pode ser tomada sem que se volte a colocar o estudo que resultou das audiências já efectuadas e o novo projecto a uma exposição e discussão públicas”.

Registamos a reacção em comunicado do Partido Socialista à acção promovida pelo PCP. Com agrado, no que se refere ao entendimento de que tudo se encontra a ser devidamente ponderado e, como na moção aprovada afirmamos ‘Estamos certos que após nova ponderação surgirá uma decisão mais acertada e consentânea com o sentir dos tirsenses e o interesse público.’
Não podemos contudo, deixar de contestar e lamentar, porque de verdade se não trata, a acusação, por parte da Concelhia do PS, de ausência do PCP nas sessões de audiência do ‘Estudo Prévio’. Com efeito, o PCP fez-se representar, além de militantes comunistas, pelos seus dirigentes concelhios, com intervenção pública do seu eleito na Assembleia Municipal – onde desde o início tomara posição sobre o assunto em causa. Para o PCP, a Câmara Municipal de Santo Tirso conduziu o processo bem promovendo as sessões de esclarecimento relativas ao ‘Estudo Prévio’, esperando que continue e acabe ainda melhor ouvido as sugestões dos tirsenses, particularmente as contidas na Resolução aprovada na iniciativa do PCP e enviada à Câmara Municipal.

Santo Tirso, 21 de Março de 2018

A Comissão Concelhia se Santo Tirso do Partido Comunista Português

PUB