Geral
Incêndio danificou fábrica em Santo Tirso

imageParte da empresa metalúrgica Ribalde, na Zona Industrial de Fontiscos, ficou destruída devida a um incêndio industrial que deflagrou na noite de quarta-feira.

O fogo teve início cerca das 21.30 horas, no exterior das instalações, nas traseiras, mas alastrou-se ao interior. Foi combatido por 53 operacionais de várias corporações, apoiados por 12 viaturas, que conseguiram dominar as chamas em meia hora, evitando que alastrassem a outros pavilhões, como explicou o segundo comandante dos Bombeiros Voluntários de Santo Tirso, Firmino Neto. Durante as operações, um elemento desta corporação acabou por sofrer ferimentos ligeiros nos olhos, tendo sido transportado para o hospital “por precaução”, adiantou aquele operacional, indicando que o combate “foi um trabalho árduo”, devido à “dimensão” do fogo e à “carga combustível” envolvida. Tratou-se de “um incêndio de bastante envergadura”, sublinhou.

De acordo com José Gameiro, acionista da Ribalde, a fábrica, que produz baldes para máquinas de obras públicas, deverá retomar hoje a laboração, apesar dos danos. “Infelizmente, temos prejuízos substancialmente graves, mas penso que a produção vai continuar amanhã. Estamos a trabalhar a três turnos, e felizmente tínhamos pessoal, que foi fantástico e conseguiu retirar tudo o que era gás, desligar as luzes e retirar as viaturas, minimizando o prejuízo”, contou o empresário, referindo que as chamas atingiram sobretudo as zonas da pintura e de despacho, estimando-se que tenha queimado cerca de 15% da fábrica.

Comentários