FREGUESIA DE MONTE CÓRDOVA
Associação de Solidariedade Humanitária de Monte Córdova

A Associação de Solidariedade Humanitária de Monte Córdova, nasceu num contexto muito particular, alicerçada nas características da freguesia que a acolhe a acarinha. Freguesia grande, dispersa,  com difíceis acessos e com uma grande diáspora, sobretudo na Europa. Essa comunidade emigrante, numa primeira fase só na Alemanha, angariou fundos e com a colaboração do autarca de Gross Umstadt, ofereceram à freguesia de Monte Córdova uma Ambulância, acolhida com pompa e circunstancia a 31/07/1988 pelas autoridades locais e por uma multidão da freguesia em júbilo no Santuário de Nossa Senhora da Assunção.

A Junta de Freguesia mediante tão preciosa oferta, decide convocar a população que acorre em grande número, no sentido de organizar a sua gestão. A 10 de Outubro de 1988 nasce assim a Associação de Solidariedade Humanitária de Monte Córdova. É criado um grupo de trabalho para fazer representar toda a população da freguesia nesta recente mas promissora coletividade. A aderência é maciça e em poucos meses com centenas de associados e voluntários em grande número que asseguraram o serviço da ambulância, quer em urgências, bem como no transporte de doentes a diversos hospitais e clinicas. O tempo foi passando e a generosidade persistia com mais ofertas das de ambulâncias pelos emigrantes e um abnegado esforço da população da freguesia para fazer crescer a associação. Em 1991 a Câmara Municipal oferece um terreno para a construção da sua sede. Nos anos seguintes, a ambição da Associação cresceu e alargou o seu âmbito. Para além do apoio a doentes e sinistrados no seu transporte, abraçou nos seus objetivos o apoio social.

Durante a década de 1990, fruto de apoios de vários organismos públicos e da generalidade da população da freguesia, assistia-se a um rápido crescimento do seu património com a aquisição de terrenos e com a construção de dois edifícios, um destinado á sua sede com quartel para as ambulâncias e bar. O outro, destinado ao novo desígnio social assumido com o apoio a idosos e a crianças.

Assim, 2001 assistiu à inauguração da obra social com as valências de Lar, Centro de Dia, Serviço de Apoio Domiciliário e Creche, numa primeira fase ainda com poucas crianças e idosos e somente da freguesia. O ano de 2003 viu concluído o edifício sede e quartel e é criada a valência de Jardim de Infância na obra social.

Os anos que se seguiram até a atualidade foram consolidando a Instituição como um símbolo de união e espírito de entreajuda que tem caracterizado a população de Monte Córdova. O seu âmbito de ação já extravasa há muito os limites da freguesia, estendendo-se ás suas limítrofes em todos os serviços que presta, tais como, creche e jardim de infância, valência de lar e Centro de dia. No serviço de ambulâncias, neste momento está unicamente dedicada ao transporte de doentes mas também aqui foi alargado o raio de ação, com q profissionalização do serviço.

O assumir deste papel na comunidade, tornou a A.S.H.M.C. numa das mais importantes criadoras de emprego da freguesia, garantido trabalho sobre diversos vínculos.

As circunstâncias do seu funcionamento atual fazem com que tenha sido dispensada a colaboração tão ativa e diária dos associados. No entanto, eles são a génese e a razão da sua existência, nunca o seu número tendo deixar de aumentar.

Devido á sua centralidade e ás suas excelentes condições, tornou se num espaço de eleição da freguesia para os mais variados eventos.

Apesar de aparentemente parecer estar fechada no dia-a-dia sobre os seus utentes, esforça-se por na prática abrir-se à comunidade com as mais variadas atividades de cariz solidário, cultural, desportivo. Fazendo cada vez mais sentido a sua existência, acompanhando nos seus propósitos os sinais de mudança que a freguesia contextualizada nesta sociedade atual vai exigindo.