Cultura
Música clássica e novas expressões em destaque no Festival Internacional de Guitarra

O Festival Internacional de Guitarra está de regresso a Santo Tirso, entre 19 de maio e 3 de junho. Promovido pela Câmara Municipal, com direção artística da ARTAVE, a 24ª edição da iniciativa traz ao concelho mais de uma dezena de artistas de todo o mundo, com sete concertos espalhados por diferentes espaços do município. Referência nacional, o evento contará ainda com uma masterclass, um workshop e atividades nas escolas.

Na 24ª edição o Festival Internacional de Guitarra traz a Santo Tirso os maiores nomes nacionais e internacionais da guitarra, fazendo do município local de paragem obrigatória para os amantes deste instrumento musical.

“O Festival Internacional de Guitarra de Santo Tirso é já um festival firmado e afirmado no panorama cultural da região norte. Todos os anos procuramos, em colaboração com a ARTAVE, fazer sempre melhor, para que o festival supere sempre a qualidade do ano anterior”, explica o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Couto.

Da Rússia à Suécia, passando pela Alemanha, Argentina e Estados Unidos, Santo Tirso recebe sete concertos com mais de dez artistas de todo o mundo, espalhados por várias salas do concelho, concretamente o Auditório Padre António Vieira, a Biblioteca Municipal, o Auditório Eurico de Melo e o Auditório de Vila das Aves. Lisboa String Trio, Ricardo Gallén e Rovshan Mamedkuliev são alguns dos artistas em cartaz.

“É um festival de cariz multicultural, que representa, por um lado, a guitarra clássica, que será sempre um dos “pratos fortes”, e que por outro lado, conta com várias incursões, com fusões entre a música clássica, o jazz, as novas expressões, trazendo também música muito experimental, virada para o grande público”, explica José Alexandre Reis, Diretor da ARTAVE.

Para além dos concertos, o Festival Internacional de Guitarra contará ainda com uma masterclass de guitarra clássica, com Johannes Möller, no dia 20 de maio, pelas 10h30, na Fábrica de Santo Thyrso. Dia 27 de maio, pela mesma hora, Uwe Kropinski protagoniza um workshop de técnicas de improvisação na guitarra, também na Fábrica de Santo Thyrso.

Este ano, o Festival volta às escolas do município, através da dinamização de diferentes atividades. Os alunos terão oportunidade de conhecer os Instrumentos Tradicionais de Cordas da região do Minho, bem como o repertório musical associado à sua utilização e ainda ter uma aproximação à execução da guitarra elétrica.

O preçário das diferentes atividades e programa completo pode ser consultado em www.cm-stirso.pt .

Comentários