À conversa com...
À conversa com… Inês Torres

A nossa convidada de hoje chama-se Inês Torres, tem 16 anos, reside no lugar de Quinchães em Monte Córdova, e é atleta de voleibol no Ginásio Clube de Santo Tirso.

Praticante desta modalidade desde os oito anos, a jovem cordovense é capitã da equipa de juvenis e também atua pelo escalãode juniores.

Sendo uma desportista de eleição, o voleibol tem um lugar muito especial na sua vida, pois afirma que “não jogo simplesmente por ocupação de tempos livres mas sim por amor ao desporto que pratico, gostando da competitividade que o mesmo envolve.”

Sonha chegar ao conjunto principal do Ginásio, clube a que sempre pertenceu e é adepta ferrenha do Futebol Clube do Porto.

Como é a cidadã Inês Torres?

Enquanto cidadã sou uma pessoa com espirito de iniciativa, respeitadora, com um constante bom humor, prestável, criativa, amiga dos seus amigos e bastante ambiciosa!

E a aluna?

Tento aplicar-me para atingir os meus objetivos, nem sempre é fácil, é necessária muita força de vontade e esforço.

Desportivamente falando, começo por perguntar. Porquê o voleibol? Como surgiu na tua vida?

Eu pratiquei natação mas sentia que aquilo não era para mim. Desde pequena que sempre pratiquei algum desporto, cheguei a experimentar para além da natação, o ténis e hip hop mas também não eram os desportos ideais, então decidi experimentar o voleibol, que foi definitivamente a melhor escolha que alguma vez fiz! Adorei desde o primeiro treino que experimentei.

Com que idade começaste a praticar?

Comecei a praticar este desporto com oito anos.

Em que posição costumas atuar?

Jogo a atacante mais propriamente em zona 4 (entrada).

O que mais gostas na modalidade?

Gosto de várias coisas, mas sem dúvida que para mim o mais relevante é ser um desporto coletivo.

Há alguma coisa que gostes menos?

Não há nada que não goste penso eu.

O que achas do Ginásio enquanto clube?

É um clube que age bastante como família, e como todos os clubes tem os seus altos e baixos, mas tenta ultrapassar todos os seus problemas.

Qual o teu ídolo na modalidade?

Não tenho um só ídolo, mas admiro muito a seleção brasileira feminina e jogadoras que por lá passaram, como a Fernanda Garay, Jaqueline Carvalho entre outras.

Qual o teu sonho enquanto atleta?

O meu sonho é sem dúvida alcançar os meus objetivos em quanto atleta mas sem dúvida alcança-los com a minha equipa.

Qual é a importância que dás ao facto de seres a capitã de equipa?

Tenho o orgulho de ser capitã da minha equipa de juvenis! Ocupar este cargo que por mais pequeno que pareça, para mim é muito importante, faz de mim uma jogadora mais completa. Tento apoiar as minhas colegas o máximo possível porque quando uma atleta não esta bem é sempre bom ajudá-la nos seus problemas.

Qual o jogo/competição mais importante que já ganhaste?

Não tenho nenhuma competição ou jogo recente importante, já passei ao nacional em alguns escalões anteriores mas infelizmente o objetivo final nunca foi concretizado , contudo recentemente alcançamos o 2º lugar no torneiro EUROBOL 2017 enquanto jogadoras do escalão sub-21.

E como é a Inês quando perde um jogo?

Claramente após as derrotas prefiro manter me no silêncio e não falar muito sobre o jogo a não ser com a minha equipa, sou muito má perdedora!

Sonhas um dia pertencer à equipa sénior?

Sem dúvida que sim, sonho bastante com isso, espero continuar a ter a oportunidade de praticar voleibol até á equipa sénior!

E como é a relação com as companheiras e equipa técnica?

Felizmente mantenho uma boa relação com todos, antes mesmo de as considerar colegas de equipa considero minhas amigas e tento sempre apoia-las em tudo, com a equipa técnica também se trata do mesmo, mantenho uma boa relação, que é o necessário para que as coisas corram bem.

Como consegues conciliar estudos e treinos?

Não é fácil, não mesmo! Mas com esforço e organização no estudo tudo se consegue!

 E tempos livres, consegues ter?

Nos meus tempos livres que nem sempre são muitos! Adoro estar com a minha família e amigos, mas também sou fanática por ver jogos de futebol! Sou apaixonada pelo Futebol Clube Do Porto! Na companhia do meu pai tento sempre ir ver os jogos ao estádio, que é certamente das coisas que mais gosto de fazer!

Qual é o clube de coração da Inês Torres?

No voleibol, o ginásio aconteça o que acontecer terá sempre um lugar especial no meu coração, já a nível geral sou simplesmente fanática e apaixonada pelo Futebol Clube Do Porto!

Contas com o apoio por parte da tua família e amigos?

Sim muito, nomeadamente pela parte dos meus pais que é sem dúvida fundamental, visto que nem sempre tudo corre bem, e eles apoiam me incondicionalmente nunca duvidando das minhas capacidades e eu sou grata por isso! Os amigos também me apoiam bastante estando também agradecida por tal apoio.

 Queres deixar alguma mensagem para os jovens da tua idade?

Apenas aconselho que pratiquem desporto, não necessariamente voleibol como eu mas o que acharem o ideal! Claramente que ajuda imenso em tudo, em aliviar o stress, em conviver com outras pessoas, aprender a perder e ganhar, e a gastar a energia que nós adolescentes acumulamos bastante. O desporto, os momentos e bem como as amizades que criamos ficam marcadas para a vida!

E para a os adeptos do Ginásio?

Agradeço por todo o apoio dado, e espero um dia ver casa cheia nos jogos que decorrerem, porque definitivamente o apoio dos adeptos é fundamental!