Cultura
“Na minha pele” alerta para problemas das famílias com o cancro

EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA PATENTE ATÉ 17 DE OUTUBRO NO CENTRO CULTURAL MUNICIPAL DE VILA DAS AVES

“Algumas parecem felizes, outras mostram rostos mais sérios e há ainda quem não os revele. São famílias que muito cedo se viram confrontadas com a doença oncológica”. Este é o mote da exposição de fotografia “Na minha pele, manifesto pelos direitos em oncologia pediátrica” que está patente, até 17 de outubro, no Centro Cultural Municipal de Vila das Aves, com o apoio da Câmara de Santo Tirso.  A entrada é gratuita.

A ideia partiu de um grupo de pais que juntou crianças seguidas no IPO do Porto e no Hospital de S. João, com o apoio da Acreditar – Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro e do Núcleo Regional do Norte da Liga Portuguesa Contra o Cancro. Em “Na minha pele, manifesto pelos direitos em oncologia pediátrica”, cada fotografia da criança ou jovem com a sua família tem a sua legenda com um testemunho.

Mais do que despertar consciências para as dificuldades das famílias com filhos doentes oncológicos e pedir mudanças legislativas, as pinturas nos rostos dos pequenos modelos, da autoria da artista Dora Fontana, registadas pela lente do fotógrafo natural de Vila das Aves, Miguel Pereira, lembram como também as crianças podem ter a doença.

Todos os anos, 400 crianças são diagnosticadas com cancro em Portugal. É a principal causa de morte por doença na infância. Todos dão a cara por elas e pelas outras famílias que passam por situações semelhantes e retratam um projeto que visa a sensibilização para os direitos da família.

Depois de ter estado patente na Assembleia da República, a exposição “Na minha pele, manifesto pelos direitos em oncologia pediátrica” pode ser visita até ao dia 17 de outubro no Centro Cultural Municipal de Vila das Aves.

A entrada é gratuita. A exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, entre as 9h00 e as 17h30 e aos sábados, entre as 14h30 e as 18h30.

Comentários