Sociedade
Câmara assinala dia Internacional das Cidades Educadoras

cidades-educadorasNa data em que se assinala o Dia Internacional das Cidades Educadoras, a Câmara Municipal de Santo Tirso promove uma cerimónia de entrega de certificados de participação e mostra de trabalhos, dos alunos do concelho participantes no projeto de Educação Financeira “No Poupar Está o Ganho”. A iniciativa tem lugar na Fábrica de Santo Thyrso, pelas 15h00.

A Fábrica de Santo Thyrso será palco da cerimónia promovida pela Câmara Municipal, no âmbito da comemoração do Dia Internacional das Cidades Educadoras. A iniciativa, que decorre no dia 30 de novembro, pelas 15h00, integrará uma divulgação/mostra dos trabalhos dos alunos do concelho participantes no projeto de educação financeira “No Poupar Está o Ganho”, bem como a entrega de certificados de participação.

A iniciativa surge do desafio lançado pela Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras (AICE) a todos os seus municípios, para a promoção de iniciativas/atividades que refletissem e evidenciassem os princípios presentes na “Carta das Cidades Educadoras”. Um compromisso também assumido pela autarquia, que integra a Associação Internacional das Cidades Educadoras desde 2010.

“A aposta da Câmara Municipal na área da educação financeira é um exemplo do comprometimento assumido pelo município em afirmar-se como uma cidade cada vez mais inclusiva e inovadora. É fundamental promover o trabalho em rede, a partilha de informação para beneficiar das aprendizagens e experiências proporcionadas por outros parceiros. Santo Tirso é uma Cidade Educadora, e tem conseguido desenvolver as suas potencialidades educativas e reafirmar esse compromisso. Esta cerimónia honra o mérito da comunidade escolar envolvida nesse esforço”, explica o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Couto.

Ao todo, serão cerca de 210 os participantes nesta cerimónia: 176 alunos e 9 professores das turmas envolvidas, bem como a Direção dos Agrupamentos de Escolas Tomaz Pelayo e de São Martinho, as Associações de Pais das sete escolas envolvidas e um representante da Fundação Dr. António Cupertino de Miranda.

As escolas participantes terão oportunidade de apresentar os seus trabalhos, bem como testemunhar a sua experiência, através da intervenção dos professores e alunos distinguidos com o 1º prémio na categoria de 1º ciclo.

Comentários