Sociedade
Santo Tirso acolheu Conferência Ibérica sobre Empreendedorismo Social

A Fábrica de Santo Thyrso recebeu esta quarta-feira a conferência ibérica “Empreender na Economia Social”, que deu a conhecer exemplos de boas práticas no setor. A iniciativa insere-se no programa LACES – Laboratórios de Apoio à Criação de Emprego e Empresas de Economia Social- da qual a Câmara Municipal de Santo Tirso é parceira.

Representantes de Associações e Instituições do Norte de Portugal e da Galiza juntaram-se, esta quarta-feira, na Fábrica de Santo Thyrso para debater o empreendedorismo na Economia Social. A abertura esteve a cargo do presidente da Câmara de Santo Tirso, Alberto Costa, que sublinhou a importância do empreendedorismo no concelho. “Estamos envolvidos diariamente em quatro projetos que se focam neste tema, nomeadamente o Santo Tirso EMPREENDE, o AYCH, o CREATEX e o LACES, mais focado na economia social e colaborativa”.

A integração neste último surgiu, garante, “pelo foco na promoção e consolidação da economia social, pelo incentivo à criação de empresas nesta área, à criação de emprego e também pelas oportunidades de cooperação a nível transfronteiriço”.

A CAID – Cooperativa de Apoio à Integração do Deficiente, e as iniciativas Fruta Feia, Tres Fucinõs e Xeitura foram apresentadas como exemplos de boas práticas nesta área e Alberto Costa salientou, no caso da CAID, “a importância imensurável do ponto de vista social”. “Do setor agroalimentar, ao ambiente, à indústria ou ao ensino é possível empreender a fazer a diferença não visando apenas o lucro, mas criando impacto na sociedade”, salientou.

O projeto LACES, cofinanciado a 75% pelo FEDER no âmbito do programa INTERREG, tem como objetivo a promoção e consolidação da economia social na Euro-região Galiza – Norte de Portugal e procura aumentar a competitividade e impulsionar a criação de empresas, de modo a gerar e consolidar postos de trabalho na região transfronteiriça.

Comentários