Atualidade
Santo Tirso é o quinto Município do país com maior sustentabilidade financeira

Santo Tirso é o 5º município mais sustentável do país, segundo o Rating Municipal Português que avaliou os 308 municípios portugueses em dimensões como a governança, a eficiência da Câmara Municipal, o desenvolvimento económico e social e a sustentabilidade financeira.

É o único modelo integrado de avaliação da sustentabilidade dos municípios e foi divulgado recentemente num evento promovido pela Ordem dos Economistas. O Rating Municipal Português apresenta Santo Tirso como o 5º município do país com maior sustentabilidade financeira, na avaliação relativa ao ano 2018, tendo à sua frente apenas os municípios de Ponte de Lima, Porto, Fafe e Pombal.

Santo Tirso atinge, assim, resultados que o colocam numa posição estratégica na Área Metropolitana do Porto, já que, dos municípios que a compõem, surge em 4º lugar no rating geral e em 2º no que diz respeito à sustentabilidade, imediatamente a seguir ao Porto.

O concelho alcança ainda a 17ª posição no rating global dos 308 municípios e a 43ª na área que diz respeito à eficiência da Câmara Municipal, resultados que o presidente da Câmara de Santo Tirso, Joaquim Couto, vê como “um reconhecimento do trabalho que está a ser feito”.

“Santo Tirso está em franco crescimento há vários anos e isso vê-se no dia-a-dia da população”, realça Joaquim Couto. “Temos levado a cabo uma estratégia de desenvolvimento que, para além de dar ênfase à promoção do Município fora de portas, se foca também na melhoria da qualidade de vida da população, o que tem sido possível alcançar sem investimentos megalómanos, de forma a garantir a sustentabilidade do Município”, continua o presidente da Câmara, dando conta de que este estudo “prova isso mesmo”.

O estudo relativo aos 308 municípios foi desenvolvido com a colaboração de entidades como o Tribunal de Contas, a Inspeção Geral das Finanças ou o Instituto Nacional de Estatística.