Atualidade
Fábrica de Santo Thyrso acolhe evento sobre património têxtil e inspiração criativa

JOAQUIM COUTO PRESIDE À SESSÃO DE ABERTURA QUINTA-FEIRA, PELAS 15H00

A herança do setor têxtil e o seu papel como inspiração para criadores e artistas é o tema em discussão no workshop de lançamento do projeto europeu CREATEX – Herança Cultural na Inspiração da Criatividade. A iniciativa, que contará com a participação da Universidade do Minho e de prestigiadas empresas do setor têxtil do Município, decorre quinta-feira, dia 31, na Fábrica de Santo Thyrso. O presidente da Câmara Municipal, Joaquim Couto, irá fazer a sessão de abertura, pelas 15h00.

 

O projeto CREATEX, desenvolvido no âmbito da ACTE – Associação das Coletividades Têxteis Europeias, tem como objetivo promover o património têxtil como uma fonte de inspiração para a criação artística contemporânea. Os parceiros do projeto incluem, para além do Município de Santo Tirso, o Museu do Tecido de Prato (Itália), a Academia de Belas Artes de Łódź (Polónia), o município de Gironella (Espanha) e a Academia Nórdica de Têxteis (Suécia).

Berço da industrialização do setor têxtil em Portugal, Santo Tirso conta com mais de 150 anos de tradição e história neste setor, que representa, atualmente, 45 por cento do total de exportações do concelho.

Uma herança e um património que o Município tem procurado preservar e promover. Exemplo disso é o processo de renovação e revitalização da Fábrica de Santo Thyrso, um antigo complexo industrial transformado em quarteirão cultural e criativo, onde se inclui uma incubadora de moda e design, um centro de empresas e uma nave cultural, para eventos ligados ao setor da moda. A Fábrica conta ainda com um Centro Interpretativo, núcleo de memória do panorama industrial vivido neste espaço.

O workshop “Património Têxtil como Fonte de Inspiração Artística e Criativa” tem como objetivo fomentar a discussão em torno do papel de criativos, empresas, docentes e poder público na preservação desta herança e na forma como esta poderá servir de inspiração para jovens artistas e criadores.

Com a participação da CALVELEX, empresa que conta com a maior biblioteca de tecidos do mundo, através do projeto Fabrics4Fashion, e das prestigiadas têxteis de Santo Tirso, Adalberto, A. Sampaio & Filhos, LMA e Gierlings Velpor, às quais se junta a Universidade do Minho, o evento promete um produtivo debate em torno desta temática tão identitária para o concelho.

O projeto CREATEX é financiado a 60 por cento pela Comissão Europeia, através do programa Europa Criativa, e tem como data prevista de término o mês de fevereiro de 2020.

 

PROGRAMA:

14h30: Receção e Acolhimento aos Participantes

15h00: Sessão de Abertura
Joaquim Couto, Presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso

15h15: Apresentação do Projeto CREATEX, Invest Santo Tirso

15h30: Fomentar a criatividade artística em territórios com herança e cultura têxtil
Joana Cunha, Universidade do Minho, Departamento de Engenharia Têxtil

16h00: Maior Biblioteca de Tecidos do Mundo
Maria Assunção Fernandes, Fabrics4Fashion da CALVELEX

16h30: Mesa Redonda – As empresas têxteis de Santo Tirso e os seus contributos para a preservação da herança têxtil
Adalberto Faria, Adalberto Estampados
João Mendes, A.Sampaio & Filhos – Têxteis S.A
Manuel Barros, LMA – Leandro Manuel Araújo S.A
Alexandra Sousa, Gierlings Velpor – Veludo Português S.A
Polopique* 

17h30: Coffee Networking

 

Comentários