FREGUESIA DE MONTE CÓRDOVA
Capela de Nossa Senhora da Misericórdia de Valinhas

Capela oitocentista de planta retangular composta por nave, capela-mor e sacristia no lado esquerdo, a nave antecedida por alpendre aberto, sustentado por pilares, tendo, no interior, púlpito em cantaria. As coberturas interiores são em falsas abóbadas de berço abatido e está iluminada uniformemente na nave por óculos rasgados nas fachadas laterais e unilateralmente na capela-mor. Fachada principal rematada em empena, com os vãos rasgados em eixo composto por portal de verga reta e janela de volta perfeita. Fachadas com cunhais apilastrados e rematadas em cornijas, a lateral direita com porta travessa de verga reta. Interior com coro-alto, presbitério elevado e simples mesa de altar.

Descrição

Planta retangular composta por nave, antecedida por alpendre, capela-mor e sacristia adossada à fachada lateral esquerda, de volumes articulados e escalonados com coberturas diferenciadas em telhados de uma e duas águas, rematadas em beiradas simples. Fachadas em alvenaria de granito aparente, percorridas, parcialmente, por embasamento de alvenaria, flanqueadas por cunhais apilastrados e rematadas em cornijas. As empenas estão rematadas por cruzes latinas sobre plintos volutados. Fachada principal virada a NO., rematada em empena, com os cunhais bastante alteados relativamente ao remate primitivo, firmados por pináculos fusiformes. É marcada por alpendre aberto, sustentado por dois pilares, com cobertura em vigamento de madeira e pavimento em calçada. No interior, púlpito em cantaria de granito com guardas plenas almofadadas em losango e acesso por escadas no lado direito. É rasgada por portal de verga reta e moldura simples em cantaria, protegido por duas folhas de madeira almofadadas; está encimado por janela em arco de volta perfeita com moldura de cantaria e protegido por grades de ferro. Fachada lateral esquerda com óculo ovalado e moldura simples, marcado pelo corpo da sacristia, em empena e com janela retilínea em capialço. Fachada lateral direita com porta travessa de verga reta e dois óculos ovalados, um no corpo da nave e outro no da capela-mor. Fachada posterior em empena cega; no lado direito, o corpo do anexo, cego. INTERIOR com as paredes rebocadas e pintadas de branco, cobertura em falsas abóbadas de berço abatido, rebocado e pintado de branco, ladeadas por calhas de iluminação e instalação elétrica, e pavimentos em soalho. Coro-alto em viga de betão com guarda de madeira torneada e acesso por escadas de dois lanços, de madeira e guarda metálica, no lado da Epístola. A porta travessa está ladeada por pia de água benta em granito, em quarto de esfera e embutida no muro. O presbitério, de dois degraus, acede ao arco triunfal de volta perfeita, assente em pilastras toscanas, tendo vestígios de chumbadouros de grades. Capela-mor marcada por supedâneo de um degrau, com mesa de altar em granito, composta por dois blocos, o do lado esquerdo vazado em cruz, surgindo, no lado da Epístola, ambão paralelepipédico, em granito. Nas paredes laterais, nichos de alfaias de volta perfeita e, no lado do Evangelho, porta de verga reta, de acesso à sacristia.