Desporto
Augusto Inácio apresentado no Desportivo das Aves

Créditos de imagem; Jornal Entre Margens

Augusto Inácio assumiu hoje as dificuldades de treinar o Desportivo das Aves, último classificado da I Liga de futebol, mas disse estar confiante na permanência, definindo como objetivo encarar cada jogo como uma final.

“Toda a gente sabe que é complicado, mas acredito que o Aves tem condições mais do que suficientes para ficar na I Liga. Vai ser uma luta titânica. Temos de deixar a pele, o sangue e a alma em campo. O grupo é bom e dedicado, e com um bocadinho de sorte do nosso lado, porque isto não é só uma questão de trabalho, podemos fazer uma boa segunda volta”, disse Augusto Inácio.

O experiente técnico, de 63 anos, falou durante a conferência de imprensa de apresentação como novo responsável técnico do Aves, em substituição de José Mota, a quem elogiou o “excelente trabalho realizado” no clube e desejou boa sorte, e deu conta do caminho a fazer, reiterando a ambição de manter o clube no escalão principal.

“Não vim aqui para descer de divisão. Como já disse, isto assemelha-se a um elevador, em que há uns [clubes] que estão bem e depois caem e os que estão mal e depois sobem, como queremos. As coisas são fáceis de fazer, mesmo que seja um ‘chavão’: temos de fazer de cada jogo uma final, para somarmos os três pontos. Só assim vamos safar-nos”, sublinhou Inácio.

A confiança do técnico num final feliz acabou por o demover de assumir outros projetos, assegurando que chegou a “estar com os dois pés no Atlético Nacional, da Colômbia”, e confessou estar “muito motivado” para começar a preparar a primeira ‘final’, diante do Vitória de Setúbal, no domingo.

“A tarefa imediata é preparar a equipa para ganhar ao Setúbal e recuperar fisicamente os jogadores do jogo da Taça de Portugal diante do Sporting de Braga [o Aves perdeu por 2-1 nos quartos de final e foi eliminado]”, referiu.

Inácio, que se faz acompanhar nas Aves pelos adjuntos João Ribeiro da Silva, João Tavares e Ricardo Ramos, disse ainda que “há algum tempo” para reforçar o plantel, sem revelar se as escolhas vão recair nos jogadores que já estavam referenciados ou naqueles que mais se ajustam às suas ideias, concluindo que “as coisas serão anunciadas no tempo certo”.

Indo ao encontro das suas ideias, Wei Chao, pela primeira numa conferência de imprensa como presidente da SAD do Aves, confirmou que o impedimento para inscrição de jogadores deverá ser levantado na próxima semana.

Wei Chao, que partilhou também a mesa com Armando Silva, presidente do clube, explicou a escolha de Inácio com a necessidade de “encontrar um técnico mais experiente”.